Canções transformadas em narrativas cinematográficas

De Faroeste Caboclo a La Bamba, veja quais músicas viraram história de filme.

Por Giovanna Moretti, Estagiária do Núcleo de Mídias Digitais

Publicado em: 26/03/2024
Última atualização: 26/04/2024 - 11h27

Compartilhe:
Imagem de capa - Canções transformadas em narrativas cinematográficas

Foto: Divulgação

A adaptação de canções populares para narrativas cinematográficas oferece uma oportunidade única para explorar e expandir as histórias por trás das músicas. Além de dar vida a personagens e situações que anteriormente existiam apenas na imaginação dos ouvintes.

Veja abaixo alguns exemplos notáveis: 👇

Faroeste Caboclo

Originalmente uma canção da banda brasileira Legião Urbana. “Faroeste Caboclo” conta a história de João de Santo Cristo, um jovem que se envolve em uma trama de amor, crime e vingança. O filme expande essa história, e enquanto oferece uma visão mais detalhada da vida de João, também explora questões sociais e políticas do Brasil dos anos 1980.

Eduardo e Mônica

“Eduardo e Mônica um dia se encontraram sem querer”… Composta por Renato Russo, do Legião Urbana, “Eduardo e Mônica” narra a improvável história de amor entre dois desconhecidos extremamente distintos. O filme baseado na música explora os desafios e as alegrias de um relacionamento, mostrando como suas diferenças os aproximam e os tornam mais fortes juntos.

La Bamba

Esta música popularizada e adaptada para o rock and roll por Ritchie Valens, na verdade é uma música folclórica mexicana famosa por ser tocada em casamentos. O filme “La Bamba” conta a história de um jovem músico latino que alcança o sucesso antes de morrer tragicamente em um acidente de avião aos 17 anos. Além disso, mostra a ascensão meteórica de Valens na indústria da música, seus desafios familiares e culturais.

O Nosso Sonho

Por fim, a letra da canção “O Nosso Sonho”, de Claudinho e Buchecha faz menção a uma garota de apenas “12 aninhos”, escrita por Buchecha quando tinha 15 anos. O filme conta a história da dupla Claudinho e Buchecha. Porém, retrata através do ponto de vista de Buchecha toda a trajetória vivida pelos meninos até a fase depressiva pela qual o MC passou após a morte do amigo, permeando a canção.

 

Em cada um desses casos, a adaptação cinematográfica nos oferece uma oportunidade para explorar temas mais amplos, como amor, amizade, identidade e superação.

Notícias relacionadas

Thiaguinho traz muita "Sorte" para seus fãs com seu novo álbum

Evidências do Amor - O filme inspirado na canção de Chitãozinho e Xororó

O que é "MiotoTerapia"? - Entenda o projeto do Gustavo Mioto

AO VIVO - GAZETA FM - 88.1A Primeira

Já, já você vai ouvir...

Pedir Música