Como grandes nomes da música brasileira mantêm o sucesso sem depender do lançamento frequente de álbuns.

Artistas como Seu Jorge, Roberto Carlos, Ivete Sangalo e Caetano Veloso exemplificam essa tendência

Por Giovanna Moretti, Estagiária do Núcleo de Mídias Digitais

Publicado em: 03/06/2024

Compartilhe:
Imagem de capa - Como grandes nomes da música brasileira mantêm o sucesso sem depender do lançamento frequente de álbuns.

Foto: Divulgação

Em um cenário musical em constante transformação, alguns dos maiores nomes da música brasileira têm encontrado maneiras criativas de manter-se no auge sem precisar lançar álbuns de estúdio com frequência. Alguns artistas exemplificam essa tendência, alimentando a cultura musical com projetos alternativos, colaborações especiais e shows pelo mundo.

Seu Jorge

Desde “Músicas para Churrasco, Vol. 2”, lançado em 2015, Seu Jorge não havia apresentado ao público um novo álbum de estúdio solo. No entanto, sua relevância no cenário musical permaneceu inquestionável, graças às participações em projetos especiais, contribuições em trilhas sonoras e uma agenda de shows consistente.

Foto: Reprodução/ Encartes Pop

Recentemente, veio o anúncio de um projeto que reúne compositores baianos em um álbum em homenagem à Bahia, prometendo enriquecer ainda mais a música brasileira com letras e melodias que reverenciam a riqueza cultural do estado.

O cantor chegou a dar uma palhinha do álbum que virá a chamar “Baile à la baiana” durante entrevista no Podpah, veja trecho:

Roberto Carlos

“O Rei”, é outro exemplo de artista que soube reinventar-se ao longo dos anos. Já se passaram dezenove anos desde que Roberto Carlos nos presenteou com um álbum de canções inéditas gravadas em estúdio. Apesar disso, ele tem se mantido em destaque por meio de lançamentos ao vivo e EPs, agradando tanto as novas quanto as antigas gerações de fãs.

Inclusive, enriqueceu o cenário musical com álbuns ao vivo, como “Elas Cantam Roberto Carlos” (2009), “Roberto Carlos em Jerusalém” (2012), e a celebração de “Roberto Carlos & Caetano Veloso e a Música de Tom Jobim” (2008). Além desses registros, Roberto Carlos explorou o formato de EPs, lançando quatro ao longo desses anos. O mais recente, de setembro de 2018, intitulado “Amor Sin Límite”, é uma seleção cuidadosa que inclui versões em espanhol de sucessos consagrados e canções inéditas, destacando-se a faixa que dá nome ao EP, uma reinterpretação da obra “Amor sem Limite” de 2000.

Ivete Sangalo

Ivete Sangalo quebrou um hiato de dez anos sem lançar um álbum de músicas inéditas em 2022. A cantora mostrou que mesmo as maiores estrelas da música brasileira encontram novos caminhos para continuar inovando e surpreendendo o público. Contudo, seu retorno com um álbum de inéditas “Onda Boa com Ivete” foi um marco, reafirmando seu lugar no pop e axé nacional.

Caetano Veloso

Por fim, um dos fundadores do movimento tropicalista, também segue este modelo. Após um intervalo de nove anos, o músico anunciou que estava trabalhando em um novo álbum. Sempre um inovador, Caetano usou as redes sociais para compartilhar com seus seguidores que uma nova onda inspiradora o havia atingido. Mas o que destacou foi o lançamento de “Meu Coco” em vinil no Brasil, um ano após o CD ser disponibilizado apenas no exterior. Mas o artista está sempre se atualizando em sua carreira, não só com a ideia para novos álbuns, como também através de turnês e até mesmo fazendo parte de programas de televisão.

Leia também:

 

Notícias relacionadas

Virada Cultural atrai 4,5 milhões de pessoas - Veja os momentos de destaque do evento

Coachella, Lollapalooza, Rock In Rio: Confira quem são os artistas brasileiros que já passaram por esses festivais

O que as composições brasileiras escondem por trás de seus versos?

AO VIVO - GAZETA FM - 88.1A Primeira

Já, já você vai ouvir...

Pedir Música